14/04/2020 às 21h39min - Atualizada em 14/04/2020 às 21h39min

Alemã é internada em clínica psiquiátrica após iniciar campanha de negacionismo da pandemia

A advogada Beate Bahner chegou a lançar um site onde defendia que a Covid-19 é “uma mera gripe”, e que as medidas de isolamento adotadas pelo governo são “flagrantemente inconstitucionais”.

Se vivesse no Brasil, Beate Bahner poderia ser uma pequena celebridade das redes sociais, liderar passeatas para defender o fim do isolamento e sua série de teorias conspirativas sobre a pandemia do coronavírus e suas consequências.

Porém, na Alemanha, a postura dessa advogada resultou em uma internação em uma clínica psiquiátrica. Depois de um incidente no último domingo (12), em um ato na cidade de Heidelberg (onde mora), ela terminou agredindo um policial e foi presa. Nesta terça-feira (14), a Justiça alemã decidiu que ela deve passar por um tratamento psicológico.

Bahner tem 54 anos e iniciou seu movimento negacionista há alguns meses. Criou um blog no qual difundia teorias da conspiração sobre a origem do coronavírus e as consequências das medidas restritivas adotadas pelo governo alemão, as quais considera “flagrantemente inconstitucionais”.

Uma semana antes de ser presa, a advogada chegou a iniciar uma causa no Tribunal Constitucional da Alemanha para suspender as regulamentações referentes ao controle da pandemia em todos os estados do país, a qual foi rechaçada.

Em seu blog, Bahner reclama que “jamais uma população inteira foi incapacitada e trancafiada dessa forma, ficando à mercê de medidas tirânicas impostas pelo governo, comparáveis à perseguição e assassinatos cometidos pelo Terceiro Reich”. Também comparou os métodos do atual governo com “a ditadura comunista da Alemanha Oriental”.

Em outra de suas iniciativas, a advogada também tentou lançar um movimento chamado de “Coronoia 2020”, cujo ato inaugural foi considerado ilegal pela Justiça alemã.

As medidas de isolamento em vigor na Alemanha proíbem aglomerações com mais de duas pessoas em qualquer cidade do país, onde o vírus já infectou mais de 130 pessoas, e provocou a morte de mais de 3 mil.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp