07/02/2020 às 17h50min - Atualizada em 07/02/2020 às 17h50min

Medicamento cubano é usado na China para tratamento do coronavírus

O vírus, listado como 2019-nCoV, foi detectado no final de 2019, na cidade de Wuhan. A doença pode ser transmitida de pessoa para pessoa e é contagiosa sem sintomas durante a fase de incubação, por até 14 dias.

A Comissão Chinesa de Saúde selecionou o remédio Interferon Alfa 2B Recombinante (IFNrec), um antiviral produzido na indústria de biotecnologia de Cuba, para ser usado no enfrentamento ao coronavírus, uma doença que até agora afeta mais de 31 mil pessoas e matou 638 infectados pelo mundo.

“A fábrica chinesa Changheber em Cuba de Jilin produz o Interferon Alfa (IFNrec) com o uso da tecnologia cubana. A Comissão de Saúde da China selecionou nosso produto entre os usados ??na luta contra o coronavírus”, confirmou o governo cubano em sua conta no Twitter.

De acordo com o embaixador de Cuba na China, Carlos Miguel Pereira, o país está enviando os medicamentos desde 25 de janeiro, levando em consideração “seu potencial para curar a condição respiratória”.

Segundo especialistas, o IFNrec é aplicado contra infecções virais causadas pelo HIV, papilomatose respiratória causada por papilomavírus, condiloma acumulado, hepatites dos tipos B e C, além de ser eficaz em terapias contra diferentes tipos de câncer.

O vírus, listado como 2019-nCoV, foi detectado no final de 2019, na cidade de Wuhan. A doença pode ser transmitida de pessoa para pessoa e é contagiosa sem sintomas durante a fase de incubação, por até 14 dias.

Em 30 de janeiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou uma emergência internacional para a disseminação do coronavírus.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp