04/07/2022 às 17h23min - Atualizada em 04/07/2022 às 17h23min

Derrota de Bolsonaro será boa para o multilateralismo, avaliam governos ocidentais

Segundo alguns países do Ocidente, com Jair Bolsonaro (PL), fica difícil debater assuntos como defesa dos direitos humanos e mudanças climáticas.

Redação
Os principais integrantes de chancelarias como as de Washington (EUA), Lisboa (Portugal), Paris (França) e Berlim (Alemanha) acham boa a possível troca de governo no Brasil após a eleição de outubro.
 
Segundo alguns países do Ocidente, com Jair Bolsonaro (PL), fica difícil debater mudanças climáticas, multilateralismo e defesa dos direitos humanos.
 
De acordo com a coluna de Oliver Stuenkel, publicada nesta segunda-feira (4) pelo jornal O Estado de S. Paulo, a postura antiambientalista e ‘antiglobalista’ de Bolsonaro e suas falas contrárias à democracia fazem ele ser visto como o principal nome do trumpismo atualmente.
 
A coluna destacou que, “aos olhos do Ocidente, o maior trunfo de Lula é não ser Bolsonaro, e isso certamente lhe trará um bônus diplomático caso seja eleito”. “Afinal, países como Alemanha, França e Noruega vêm nutrindo a expectativa de ampliar a cooperação com o Brasil, sobretudo na área ambiental e nos fóruns multilaterais. Diferentemente do atual presidente, é difícil pensar que Lula se envolveria em bate-bocas com líderes europeus, questionaria o resultado das eleições americanas ou defenderia pautas ultraconservadoras na ONU, para citar alguns feitos da atual gestão”.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp