21/03/2022 às 19h14min - Atualizada em 21/03/2022 às 19h14min

Pesquisa BTG Pactual/FSB: Lula lidera com 43%; Bolsonaro tem 29%; Ciro, 9%, e Moro, 8%

A pesquisa ouviu 2 mil eleitores das 17h do dia 18 de março às 15h do dia 20.

Redação
Levantamento do Instituto FSB Pesquisa, contratado pelo banco BTG Pactual, mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto à Presidência, com 43%. Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição, aparece em segundo, com 29%. Esses números se referem à pesquisa estimulada, quando o nome dos pré-candidatos é apresentado ao entrevistado. É a primeira sondagem divulgada pelo instituto sobre as eleições deste ano.
 
Na sequência, vêm os ex-ministros Ciro Gomes (PDT), com 9%, e Sergio Moro (Podemos), com 8%. Considerando a margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, os dois estão tecnicamente empatados.
 
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o deputado federal André Janones (Avante), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), aparecem com 2% cada; e a senadora Simone Tebet (MDB) tem 1% – eles estão tecnicamente empatados pela margem de erro. Felipe D´Ávila (Novo) não pontuou.
 
Leite disputou as prévias do PSDB para a concorrer à Presidência, mas acabou derrotado por Doria. Desde então, foi sondado por alguns partidos – especialmente o PSD, que ofereceu a ele a chance de ser pré-candidato à Presidência após a desistência do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.
 
Além disso, 3% dos entrevistados disseram que não vão votar em nenhum dos candidatos, 1% disse que votará em branco ou nulo e 1% não soube ou não respondeu.
 
A pesquisa ouviu 2 mil eleitores das 17h do dia 18 de março às 15h do dia 20. O intervalo de confiança, segundo o instituto, é de 95%. Devido ao arredondamento, a soma dos percentuais pode variar de 99% a 101%. O levantamento foi registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-09630/2022.
 
Primeiro turno
 
Veja abaixo o cenário de 1° turno testado pela pesquisa (estimulada):
  • Lula (PT): 43%
  • Bolsonaro (PL): 29%
  • Ciro (PDT): 9%
  • Moro (Podemos): 8%
  • Doria (PSDB): 2%
  • Janones (Avante): 2%
  • Leite (PSDB): 2%
  • Tebet (MDB): 1%
  • D'Ávila (Novo): 0%
  • Nenhum: 3%
  • Branco/nulo: 1%
  • Não sabe/não respondeu: 1%
Segundo turno
A pesquisa também fez simulações de cenários para o segundo turno. Lula sai vencedor em todos em que é citado. Contra Bolsonaro, o petista teria 54% dos votos contra 35% do adversário, uma diferença de 19 pontos percentuais.
 
Veja abaixo as simulações de segundo turno testadas:
  • Lula x Bolsonaro: 54% a 35%
  • Ciro x Bolsonaro: 52% a 36%
  • Moro x Bolsonaro: 43% a 36%
  • Doria x Bolsonaro: 44% a 38%
  • Leite x Bolsonaro: 46% a 38%
  • Lula x Moro: 53% a 32%
  • Lula x Doria: 54% a 22%
  • Lula x Ciro: 50% a 29%
  • Lula x Leite: 54% a 26%
59% dizem que não votariam em Bolsonaro; em Lula, 41%
 
Entre os entrevistados, 59% disseram que não votariam de jeito nenhum no presidente Bolsonaro. Os nomes em que o brasileiro diz não votar na sequência são Doria, com 54% de rejeição, Moro, com 49%. Ciro e Lula tem 41% de rejeição.
 
Leite é rejeitado por 34% dos entrevistados; Tebet e D'Ávila por 27% e Janones por 26%.
 
Veja abaixo o índice de rejeição (não votaria de jeito nenhum):
  • Bolsonaro (PL): 59%
  • Doria (PSDB): 54%
  • Moro (Podemos): 49%
  • Ciro (PDT): 41%
  • Lula (PT): 41%
  • Leite (PSDB): 34%
  • Tebet (MDB): 27%
  • D'Ávila (Novo): 27%
  • Janones (Avante): 26%
Avaliação do governo
Ainda conforme a pesquisa, 53% dos entrevistados avaliaram o governo Bolsonaro como ruim ou péssimo, contra 29% que o avaliam como bom ou ótimo. Aqueles que avaliam o governo como regular são 17%. Os que não sabem ou não responderam somam 1%.
 
Veja abaixo:
  • Ótimo: 13%
  • Bom: 16%
  • Regular: 17%
  • Ruim: 9%
  • Péssimo: 44%
  • Não sabe/não respondeu: 1%
Sobre a forma de governar de Bolsonaro, 61% afirmaram desaprová-la, enquanto 34% disseram aprová-la, 3% nem a aprovam nem a desaprovam e 1% não soube ou não respondeu.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp