30/05/2021 às 11h42min - Atualizada em 30/05/2021 às 11h42min

Pazuello obrigou soldado negro a puxar carroça no lugar de cavalo

Ao ser questionado por que Pazuello fez isso, o ex-soldado disse ao jornal acreditar em racismo. Na época, a defesa usou depoimentos de outros militares para atestar que o ex-ministro não quis impor maus-tratos ao militar.

No dia 11 de janeiro de 2005, o então tenente-coronel Eduardo Pazuello obrigou um soldado negro a puxar uma carroça no lugar do cavalo como forma de castigo por indisciplina.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, Pazuello comandava o quartel do Depósito Central de Munições do Exército, em Paracambi (Rio de Janeiro), “quando viu dois soldados passarem em uma carroça”.

“Julgou que estavam velozes demais, que maltratavam o equino, e quis lhes dar uma lição. Mandou parar, desatrelar o animal, e determinou que o recruta Carlos Vítor de Souza Chagas, um jovem negro e evangélico de 19 anos, substituísse o cavalo. O soldado teve de puxar a carroça com o outro soldado em cima, enquanto o quartel assistia à cena, às gargalhadas”.

Ao ser questionado por que Pazuello fez isso, o ex-soldado disse ao jornal acreditar em racismo. Na época, a defesa usou depoimentos de outros militares para atestar que o ex-ministro não quis impor maus-tratos ao militar.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp