11/12/2020 às 20h04min - Atualizada em 11/12/2020 às 20h04min

Ministério da Saúde nega intenção de confiscar ou requisitar vacinas contra Covid-19

Mais cedo, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse ter ouvido de Pazuello que toda vacina registrada, produzida ou importada no Brasil, seria “requisitada, centralizada e distribuída aos estados pelo Ministério da Saúde”.

O Ministério da Saúde informou no final da tarde desta sexta-feira (11) que não há nenhum plano em andamento com o objetivo de confiscar ou requisitar vacinas no Brasil contra a Covid-19.

Mais cedo, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que se encontrou com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que ouviu do comandante da pasta que qualquer vacina registrada, produzida ou importada no país, seria “requisitada, centralizada e distribuída aos estados pelo Ministério da Saúde”.

Segundo nota, “em nenhum momento, o Ministério da Saúde se manifestou sobre confisco ou requerimento de vacinas adquiridas pelos estados”.

A declaração de Caiado revoltou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que considerou o gesto um “ataque ao federalismo”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp