21/06/2020 às 18h09min - Atualizada em 21/06/2020 às 18h09min

Servidores de Flávio Bolsonaro repassavam 40% do salário a Queiroz, denuncia MP

Os recolhimentos eram feitos próximos às datas dos pagamentos dos salários dos servidores da Alerj. Eles eram ligados a Queiroz por relações de parentesco, vizinhança ou amizade, aponta o MP.

Os repasses de servidores do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para Fabrício Queiroz equivalem, em pouco mais de dez anos, a 40% dos seus salários. A reportagem é do Portal UOL.

O levantamento foi feito pelo UOL com base nos dados do documento encaminhado pelo Ministério Público (MP) à Justiça para pedir a prisão provisória de Queiroz, acusado de ser o operador financeiro de um esquema de rachadinha. De acordo com a investigação, Queiroz recolheu R$ 2 milhões repassados por 11 ex-assessores entre abril de 2007 e dezembro de 2018.

Os recolhimentos eram feitos próximos às datas dos pagamentos dos salários dos servidores da Alerj. Eles eram ligados a Queiroz por relações de parentesco, vizinhança ou amizade, aponta o MP.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp