04/03/2020 às 14h03min - Atualizada em 04/03/2020 às 14h03min

Após fiasco na Superterça, Michael Bloomberg desiste de candidatura

O pré-candidato entrou tarde nas prévias do Partido Democrata, teve um resultado fraco na Superterça e desistiu de concorrer depois de ter vencido em apenas um lugar: na Samoa Americana. Ele declarou apoio a Joe Biden, que lidera a corrida.

O bilionário Michael Bloomberg desistiu, nesta quarta-feira (4), de concorrer pela nomeação da candidatura presidencial do Partido Democrata. Ele gastou US$ 500 milhões em anúncios na campanha.

Ele anunciou apoio a Joe Biden, ex-vice-presidente do país, contra o senador Bernie Sanders. Além dos dois, ainda há a senadora Elizabeth Warren, que está em terceiro na corrida.

Segundo a agência Reuters, Warren está reavaliando sua campanha. Um assessor da campanha disse que a senadora está em conversas com sua equipe para decidir quais caminhos seguir a partir de agora.

Até as 11h30 (horário de Brasília), Biden despontava como favorito para vencer as primárias. Ele teve o melhor desempenho em 9 dos 14 estados que votaram na Superterça. Sanders aparecia como vencedor em outros três e lidera na Califórnia, estado que atribuirá o maior número de delegados.

Bloomberg é o principal acionista da empresa de informações financeiras que leva seu sobrenome, e já foi prefeito da cidade de Nova York. Ele mesmo financiou a sua campanha durante as primárias.

No total, ele ficou na disputa durante três meses. O melhor resultado que ele teve não foi em um estado americano, mas em um território: ele venceu as primárias da Samoa Americana.

Ao anunciar sua desistência, Bloomberg afirmou que Biden é quem tem mais chances de derrotar Donald Trump nas eleições presidenciais em 3 de novembro.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp