30/12/2021 às 01h22min - Atualizada em 30/12/2021 às 01h22min

Sem dados de São Paulo, Brasil registra 117 mortes por Covid em 24 horas; média móvel fica em 106

País contabiliza 618.870 óbitos e 22.262.869 casos de coronavírus desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa.

Redação
O Brasil registrou nesta quarta-feira (29) 117 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 618.870 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 106. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -27%, indicando tendência de queda.
 
Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.
 
O estado de São Paulo não divulgou dados até às 20h. De acordo com a secretaria estadual de Saúde, “não foi possível fazer extrações dos sistemas federais onde são notificados os casos de Covid-19, impactando na publicação das estatísticas atualizadas”. Segundo o órgão, as falhas acontecem desde a primeira quinzena de dezembro, o que inviabiliza o acesso de gestores, imprensa e população às estatísticas.
 
Cinco estados não tiveram registros de mortes: Alagoas, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima e Sergipe.
 
Os números atuais têm sido influenciados pelo apagão de dados. Nem todos os estados estão fazendo a divulgação diária de casos e mortes. Após um ataque hacker ao site do Ministério da Saúde e ao aplicativo e à página do ConecteSUS – plataforma que mostra comprovantes de vacinação contra a Covid-19 –, em 10 de dezembro, diferentes estados passaram a informar problemas para colher dados de casos e mortes dos sistemas do ministério.
 
É o 20° dia seguido com problemas apontados por diferentes estados na captação dos dados de casos e mortes desde o ataque.
 
Em 12 de dezembro, o Ministério da Saúde informou que o processo para recuperação dos registros dos brasileiros vacinados contra a Covid-19 foi finalizado, sem perda de informações. Mas, no dia seguinte, o ministro Marcelo Queiroga disse que houve um novo ataque hacker. A previsão de estabilização dos sistemas (14 de dezembro) não foi cumprida.
 
Em 31 de julho, o Brasil voltou a registrar média móvel de mortes abaixo de 1 mil, após um período de 191 dias seguidos com valores superiores. De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média móvel acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, em 12 de abril.
 
Em casos confirmados, desde o começo da pandemia, 22.262.869 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 9.958 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 6.022 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de 53% em relação aos casos registrados em duas semanas, indicando tendência de alta nos diagnósticos.
 
Brasil, 29 de dezembro
  • Total de mortes: 618.870;
  • Registro de mortes em 24 horas: 117;
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 106 (variação em 14 dias: -27%);
  • Total de casos confirmados: 22.262.869;
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 9.958;
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 6.022 (variação em 14 dias: +53%).
Os dados sobre casos e mortes de coronavírus no Brasil foram obtidos após uma parceria inédita entre g1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp