24/12/2021 às 10h59min - Atualizada em 24/12/2021 às 10h59min

Parlamentares vão ao STF contra Bolsonaro e Queiroga por prevaricação e incitação ao crime no caso da vacinação de crianças

Ação aponta ações “deliberadas e coordenadas para retardar” a inclusão da vacina contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos, apesar da aprovação da Anvisa.

Redação
A resistência do governo de Jair Bolsonaro (PL) em implantar a vacinação contra a Covid-19 em crianças com idades entre 5 e 11 anos levou um grupo de parlamentares a ingressar com um notícia-crime contra o ocupante do Palácio do Planalto e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pelos supostos crimes de prevaricação e incitação ao crime.
 
De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a ação foi impetrada pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania), a deputada Tabata Amaral (PSB) e o secretário de Educação do Rio de Janeiro, Renan Carneiro. Em uma outra frente,  o deputado e líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes, também apresentou uma notícia-crime  acusando Bolsonaro de incitar ameaças contra servidores da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), que aprovou o uso do imunizante da Pfizer em crianças.
 
“Vieira, Amaral e Carneiro acionaram o STF na quarta-feira (22) apontando ações ‘deliberadas e coordenadas para retardar’ a inclusão da vacina contra Covid-19 para crianças no Plano Nacional de Imunização, gerando ‘atraso na definição da estratégia de campanha de vacinação, logística, aquisição, distribuição e monitoramento do processo como um todo’”, destaca a reportagem.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp