16/12/2021 às 09h50min - Atualizada em 16/12/2021 às 09h50min

Aliança entre Lula e Alckmin já está “sacramentada”, garante a colunista Mônica Bergamo

A oficialização, porém, só acontecerá em 2022 para não possibilitar uma reação mais forte por parte dos adversários e opositores.

Redação
A aliança entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB nesta quarta-feira (15), para a formação de uma chapa única visando as eleições presidenciais em 2022 já está “sacramentada” e deverá ser oficializada apenas no próximo ano.
 
De acordo com a coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.  Paulo, a união entre eles já está acertada e só haveriam alterações caso aconteça uma mudança radical na conjuntura política.
 
A avaliação é que a oficialização da união neste momento possibilitaria uma reação mais forte por parte dos adversários e opositores. Já a dúvida teria o efeito contrário, de suspender os ataques mais fortes dos rivais.
 
“Apesar disso, os sinais de aproximação devem continuar. No próximo domingo (19), por exemplo, eles participam do jantar do grupo Prerrogativas, que reúne advogados, juízes, promotores e defensores públicos”, destaca a colunista.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp