14/12/2021 às 09h22min - Atualizada em 14/12/2021 às 09h22min

Dois a cada três brasileiros são a favor do comprovante de vacinação

Levantamento foi realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a FSB Pesquisa.

Redação
Dois em cada três (65%) brasileiros são a favor do comprovante de vacinação em estabelecimentos, revela pesquisa publicada nesta terça-feira (13) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
 
Por outro lado, 22% disseram ser contra comprovar estar imunizado para entrar em estabelecimentos; 10% disseram não ser a favor, nem contra; e 3% não souberam responder ou não sabem. O levantamento foi feito pela FSB Pesquisa.
 
A pesquisa mostra também que apenas 18% dos brasileiros já foram cobrados a apresentar o certificado de vacinação para entrar nos lugares que frequentou ao longo dos últimos três meses.
 
Já 72% não foram cobrados ao longo desse período e 9% disseram não ter frequentado lugares que exigem o comprovante de vacinação.
 
Além disso, as pessoas que não receberam nenhuma dose de vacina são aquelas que têm menos medo de frequentar lugares público, mostra a pesquisa. Enquanto 65% dos brasileiros totalmente imunizados têm algum temor de ir a shows e eventos, o percentual cai para 39% entre aqueles que não tomaram nenhuma dose do imunizante.
 
Uso de máscara
Em meio à discussão sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras, 49% da população se manifesta contra a queda da exigência do uso desse equipamento de proteção e 39% são favoráveis às medidas que tornam o uso de máscaras facultativo.
 
Dez por cento não são nem a favor nem contra e 2% não sabem responder. Os não vacinados são os mais favoráveis ao fim da obrigatoriedade de máscaras. Entre eles, o percentual é de 50% contra 38% daqueles que estão totalmente imunizados.
 
O mesmo comportamento é observado em relação ao uso das máscaras atualmente. Enquanto 59% dos brasileiros totalmente imunizados usam máscaras em locais abertos e fechados, o percentual cai para 29% entre aqueles que não tomaram nenhuma dose da vacina.
 
Metodologia
A pesquisa da CNI entrevistou 2.016 brasileiros com idade a partir de 16 anos, nas 27 unidades da federação entre os dias 18 e 23 de novembro. A margem de erro no total da amostra é de dois pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp