12/12/2019 às 11h50min - Atualizada em 12/12/2019 às 11h50min

Doações de sangue caem no final do ano, período com alta demanda por transfusões

Cada bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

No fim de ano, as doações de sangue tendem a cair devido às festividades e viagens de férias. Nessa época, porém, as demandas por transfusões aumentam, já que é quando normalmente acontecem mais acidentes.

No Brasil, cerca de apenas 1,6% da população brasileira é doadora de sangue, segundo o Ministério da Saúde. Apesar de o número estar dentro dos parâmetros mínimos da Organização Mundial da Saúde (de pelo menos 1% da população doadora), a média ainda está aquém dos 3% considerado índice ideal pela OMS.

Cada bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas. Também, todos os materiais são descartáveis e de uso único, impossibilitando qualquer risco de contaminação durante o procedimento.

“Nesses meses de encerramento e início de ano, as pessoas costumam se ocupar nas festas e viagens de férias, ocasionando diminuição dos números das doações, porém a necessidade de transfusões permanece”, explica o presidente da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH), Dante Langhi Júnior. “É importante conscientizar as pessoas que a doação de sangue é um ato totalmente altruísta e de cidadania”, reforça.

Há hemocentros e serviços de hemoterapia espalhados pelo país. Para doar é necessário pesar mais de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos e estar descansado. Em relação à alimentação, é preciso estar bem nutrido, com refeições leves e não ter ingerido bebidas alcoólicas pelo menos 12h horas antes da doação.

Homens podem doar quatro vezes ao ano com intervalo mínimo de dois meses entre uma doação e outra, e mulheres podem doar até três vezes com periodicidade de 90 dias. Saiba mais, acessando: http://portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/doesangue/


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp