07/12/2021 às 11h00min - Atualizada em 07/12/2021 às 11h00min

Conheça o Todaz: projeto que pretende capacitar mulheres para as eleições de 2022 e 2024

Todaz nasce da necessidade urgente de corrigir um dado muito triste para a democracia, as mulheres no Brasil são a maioria da população mas são apenas 16% no congresso.

Redação
A qualificação conta com estrategistas, publicitários e especialistas em comunicação política que atuaram em campanhas presidenciais no Brasil, América Latina e Europa.
 
Todaz nasce da necessidade urgente de corrigir um dado muito triste para a democracia, as mulheres no Brasil são a maioria da população mas são apenas 16% no congresso. A pergunta que fica na cabeça é: quantas mulheres líderes não conseguem se eleger por não terem acesso às mesmas ferramentas, conhecimento e oportunidades que os homens?
 
A realidade é que os homens são maioria nas presidências e gestão dos partidos e destinam mais recursos às campanhas masculinas, apesar da cota de 30% do fundo partidário para candidaturas femininas prevista em lei. Também ainda há prática partidária de fomentar candidaturas laranjas simplesmente para compor a cota feminina nas chapas. O Todaz quer democratizar o acesso dessas candidatas aos melhores profissionais do marketing político da América Latina e Europa
 
“Nossa missão é tornar as candidaturas femininas mais competitivas através da democratização do acesso a um conhecimento altamente especializado e caro: a comunicação política”, diz Tamires Fakih, Presidente do Instituto TODAZ e especialista em Gestão de Políticas Públicas.


O projeto Todaz na Política 2022 quer ser uma janela de oportunidade para a conexão entre as candidatas do Brasil todo, em especial mulheres periféricas, negras, indígenas, quilombolas e LGBTQIA+ e uma rede internacional de profissionais altamente reconhecidos e experientes no universo da comunicação política que atuaram diretamente em campanhas presidenciais no Brasil, América Latina e Europa. “Só em 2021, nossos professores participaram de campanhas históricas de Pedro Castillo, presidente eleito no Peru, Xiomara Castro de Zelaya, presidenta eleita em Honduras, e Gustavo Petro, que lidera todas as pesquisas presidenciais na Colômbia”, comenta Tamires.
 
“Nosso objetivo é fomentar candidaturas de mulheres progressistas que ainda não tenham sido eleitas, para que sejam competitivas e vitoriosas em 2022 e assim tornar a política mais representativa e nossa democracia mais fortalecida”, diz Ananda Miranda, Vice-Presidente do Instituto TODAZ e CEO e diretora criativa do candela_, estúdio.


Ananda ainda completa que tudo isso está inserido no curso focado na comunicação de campanhas politicas e governo dentro de 5 eixos que são baseados na metodologia de criação de uma comunicação estratégica eficiente: planejamento, estratégia, criação, produção e imprensa. O curso contempla mais de 30 aulas síncronas, durante o período de janeiro a abril de 2022,além de mentorias e experiências práticas.
 
As inscrições estão abertas até o dia 31 de dezembro e podem ser realizadas através do site. Se você quer apoiar o projeto, entre em contato através do email.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp