02/12/2021 às 17h53min - Atualizada em 02/12/2021 às 17h53min

Com Bolsonaro, rodovias brasileiras recebem o menor investimento desde 1995

Recursos destinados pelo governo Jair Bolsonaro (PL) para o setor totalizam R$ 4,16 bilhões, menor valor em 26 anos, diz um relatório da CNT sobre a situação da malha viária brasileira.

Redação
Pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) apontou que a malha viária brasileira registrou ao longo de 2021 o menor investimento desde o início da série histórica, em 1995. De acordo com o relatório, divulgado nesta quinta-feira (2), os recursos destinados pelo governo Jair Bolsonaro (PL) para o setor totalizam R$ 4,16 bilhões.
 
Ainda de acordo com o documento, os maiores aportes na malha rodoviária federal aconteceram nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff, ambos do PT. “Os recursos autorizados para investimentos no modal rodoviário tiveram seu auge em 2012, com R$ 31,44 bilhões. Já o maior montante efetivamente investido ocorreu em 2011, com R$ 19,93 bilhões”, destaca a CNT, de acordo com reportagem do site Congresso em Foco.
 
O estudo aponta, ainda, que , da extensão total das vias avaliadas, 61,8% (67.476 quilômetros) tem seu estado geral classificado como regular, ruim ou péssimo, e somente 38,2% (41.627 quilômetros), pode ser considerado como ótimo ou bom.
 
“Fica evidente que existe uma diminuição progressiva dos recursos investidos pelo poder público. A continuidade desse processo é preocupante, uma vez que a gestão de toda a infraestrutura rodoviária sob poder público ainda deve ser feita e demanda recursos tanto para a sua manutenção rotineira quanto para sua expansão. A permanência dessa situação impacta diretamente na qualidade das estradas”, diz a CNT no documento.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp