02/12/2021 às 09h07min - Atualizada em 02/12/2021 às 09h07min

Alckmin deve definir seu novo partido até o dia 10 – e a tendência é o PSB

Ex-governador paulista aguardava formação de frente partidária entre PT e PSB, que pode dar governabilidade a um eventual governo Lula, em que ele pode vir a atuar como vice.

Redação
O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, definiu a sexta-feira (10) como a data limite para definir seu destino político, que não será mesmo a continuidade no PSDB. É o que aponta reportagem do jornalista André Guilherme Vieira, publicada no jornal Valor Econômico.
 
“O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin sinalizou a um interlocutor próximo que deverá definir a sua situação partidária até o fim da semana que vem, se desligando do PSDB – legenda que ajudou a fundar. Segundo essa fonte, Alckmin ainda não decidiu se embarcará como vice na provável chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência, que dependeria da filiação ao PSB. No entanto, o movimento do ex-governador de se desfiliar rapidamente do PSDB é interpretado por aliados do político como uma disposição de abraçar o projeto eleitoral de Lula”, escreve o jornalista.
 
Um ponto que favorece a filiação de Alckmin ao PSB é a formação de uma frente entre este partido e o PT, consolidando alianças estaduais e criando condições para a governabilidade de um futuro governo social-democrata no Brasil.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp