19/11/2021 às 11h00min - Atualizada em 19/11/2021 às 11h00min

Exposição marca Dia da Consciência Negra em Campo Limpo Paulista – SP

O evento foi coordenado pela Unidade de Gestão de Cultura e Turismo e do dia 20 a 26 de novembro, das 9 às 16h, quem passar pelo Paço Municipal poderá prestigiar obras e objetos de artistas da cidade, além de exibições audiovisuais.

Redação
Com o objetivo de valorizar a cultura, trazer um resgate histórico e representatividade, o Dia da Consciência Negra será marcado em Campo Limpo Paulista – SP pela exposição =SOMOS=, composta por 32 obras de 5 artistas convidados:  Paulo du Sanctus, Romy Bastos, Marcos Almeida, Cleide Toledo e Suelen Costa. A exposição é composta por objetos que ressaltam a cultura afro-brasileira, bem como personalidades pretas antigas e contemporâneas que travam ao longo dos tempos sua luta contra a hegemonia branca através das mais variadas armas, sejam elas a arte, a política, a escrita ou no dia-a-dia.
 
O evento foi coordenado pela Unidade de Gestão de Cultura e Turismo e do dia  20 a 26 de novembro, das 9 às 16h, quem passar pelo Paço Municipal poderá prestigiar obras e objetos de artistas da cidade, além de exibições audiovisuais.
 
Para o Secretário de Cultura, Jean Carlo Cunha, trazer elementos da cultura africana que até hoje permanecem no território brasileiro é uma forma de unir forças e mostrar igualdade em qualquer indivíduo. Motivo este da escolha do título do evento entre símbolo de igual, =SOMOS=.
 
Durante os oito dias de evento haverá também a exibição de um mini documentário sobre a história da construção da ponte sobre arco do Rio Jundiaí, localizada no bairro Pau Arcado, um patrimônio da cidade que contou com trabalho escravo e que ressalta a cultura afro-brasileira. O evento conta com o apoio da TVTEC Jundiaí, Rita de Cássia Assessoria Previdenciária, A Paulistana Magazine, Tenda de Umbanda Caboclo Sete Estrelas, Mãe Iemanjá e vereador professor JC.

Passeio pedagógico
Durante o período da exposição, professores e alunos da rede municipal farão um passeio pedagógico até o Paço Municipal a fim de levar projetos para fora dos muros da escola e tratar do empoderamento negro. Entre os dias 22 à 26 de novembro, estima-se que aproximadamente mil alunos das escolas municipais visitem a exposição.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp