04/11/2021 às 14h51min - Atualizada em 04/11/2021 às 14h51min

Bolsonaro diz que não interferiu na PF e trocou diretor por “falta de interlocução”

A investigação contra o ex-capitão teve início com uma acusação do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

Portal g1

Jair Bolsonaro (Sem Partido) assumiu, mesmo negando, em depoimento à Polícia Federal (PF) que interferiu politicamente na corporação. O mandatário foi ouvido nesta quarta-feira (3) em inquérito que apura se ele tentou blindar familiares e aliados.

O presidente afirmou que não interferiu na PF, mas que trocou o então diretor-geral, Maurício Valeixo, no ano passado, por “falta de interlocução”. Com informações do Portal g1.

No mês passado, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou deu prazo de 30 dias para a PF tomar presencialmente – o depoimento de Bolsonaro.

O que disse Bolsonaro

“Que confirma que em meados de 2019 solicitou ao ex-ministro Sergio Moro a troca do Diretor Geral da Polícia Federal DPF Valeixo, em razão da falta de interlocução que havia entre o presidente da República e o diretor da Polícia Federal. Que não havia qualquer insatisfação ou falta de confiança com o trabalho realizado pelo DPF Valeixo, apenas uma falta de interlocução”, registou a PF no depoimento de Bolsonaro.

“Que nunca teve como intenção, com a alteração da Direção Geral, obter informações privilegiadas de investigações sigilosas ou de interferir no trabalho de Polícia Judiciária ou obtenção diretamente de relatórios produzidos pela Polícia Federal”, continua o registro do depoimento de Bolsonaro.

Leia a íntegra do depoimento:




Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp