28/11/2019 às 17h58min - Atualizada em 28/11/2019 às 17h58min

Cacau Protásio comenta ataques racistas em quartel de bombeiros: “Não entendi por que tanto ódio”

A atriz Cacau Protásio lamentou os ataques racistas que recebeu por parte de bombeiros no Rio de Janeiro.

A atriz Cacau Protásio lamentou os ataques racistas que recebeu por parte de bombeiros no Rio de Janeiro. A situação aconteceu depois de a atriz gravar cenas do filme “Juntos e Enrolados” em um quartel no centro do Rio de Janeiro - RJ no domingo (24).

“Eu faço um filme, eu conto história, aquilo ali é uma ficção não é realidade. Ele espalhou o vídeo com áudio me xingando de negra, gorda, filha da p***, aquela cambada de viado”, disse a atriz.

“Sou negra, sou gorda, sou brasileira, sou atriz, eu conto história, eu conto ficção. Eu não mereço ser agredida, assim como nenhuma pessoa. Eu respeito a opinião de alguns bombeiros de ‘ah eu não acho certo’, mas vai ver realmente a história antes de agredir”, afirmou. Os relatos foram publicados no Portal G1.

O ator Marcos Pasquim, que está no elenco do filme e gravou com Cacau no quartel, prestou solidariedade à colega. “Cacau Protásio é uma talentosa atriz de quase 20 anos de carreira. Ela é mulher, negra, guerreira e merece todo o nosso respeito. Não há hipótese em que episódios de racismo possam ser tolerados. Racismo é crime, e ponto”, disse.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp