27/11/2019 às 14h34min - Atualizada em 27/11/2019 às 14h34min

Folha diz que são ‘ineptos e autoritários’ Bolsonaro e seus seguidores que defendem o AI-5

“Paranoia, incompetência e autoritarismo se combinam e se reforçam no recente surto de barbaridades oriundas da gestão Jair Bolsonaro” - aponta em editorial o jornal Folha de S.Paulo, sobre as ameaças à democracia oriundas de figuras de destaque do grupo que está no poder e o incentivo à força letal, sempre presente na retórica e nas ações do próprio ocupante do Palácio do Planalto.

O jornal Folha de S.Paulo faz dura crítica às declarações do ministro da Economia Paulo Guedes, que em entrevista coletiva em Washington, ameaçou o país com o retorno do Ato Institucional número 5 (AI-5), aludindo à possibilidade de enfrentar com medidas ditatoriais hipotéticas manifestações populares.

“À sua maneira atrapalhada e agressiva, [Guedes] deixou expostos os andaimes da teoria conspiratória que circula no Executivo”, escreve o editorialista da Folha. “Ali se trata o direito legítimo da oposição de organizar protestos de rua, desde que pacíficos, como ‘irresponsabilidade’ e desejo de ‘quebrar tudo’. Guedes, além disso, tenta lançar na esquerda minoritária no Congresso a culpa, que é da inépcia parlamentar do ministro e do governo, pelas dificuldades na aprovação de novas reformas”.

“A alusão ao ato que em 1968 inaugurou a fase de violações mais brutais dos direitos humanos na ditadura militar conota o repertório autoritário de que Jair Bolsonaro e seguidores jamais se afastaram - outro exemplo recente foi a sugestão do mandatário de usar a Lei de Segurança Nacional contra Lula”, prossegue o editorial, que enfatiza o “necessário repúdio” que manifestações desse tipo merecem.

A Folha elogia como “oportuna” a abertura nesta terça-feira (26) de processos no Conselho de Ética contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro, “primeiro a cogitar em público o recurso ao instituto ditatorial”.

Destaque-se ainda a crítica à “ofensiva do presidente da República para incentivar o uso da força letal por policiais, militares e cidadãos”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp