19/07/2021 às 19h06min - Atualizada em 19/07/2021 às 19h07min

Ministério Público denuncia 12 PMs por homicídio no massacre de Paraisópolis

Operação da PM de São Paulo aconteceu em dezembro de 2019 e contou com 31 policiais, que agiram contra um baile funk no bairro da Zona Sul de São Paulo – SP.

O Ministério Público (MP) denunciou à Justiça 12 policiais militares por envolvimento no chamado Massacre de Paraisópolis, no qual nove jovens foram assassinados em um baile funk no bairro da Zona Sul de São Paulo – SP, em 2019.

Segundo o Portal G1, 12 policiais militares foram denunciados por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, e outro foi denunciado por expor pessoas a perigo mediante explosão.

Segundo a denúncia, os PMs agrediram os presentes com golpes de cassetete, garrafas, bastões de ferro e gás de pimenta. Um dos policiais lançou um morteiro contra a multidão.

O MP descreve a chamada Operação Pancadão, deflagrada pela Polícia Militar no dia 1° de dezembro de 2019, como uma “verdadeira violação dos direitos dos cidadãos que estavam no baile e moradores de Paraisópolis”. “De forma livre e consciente, [os denunciados] se omitiram em cumprir com as normas previstas no Manual de Controle de Distúrbios da Polícia Militar e nos Procedimentos de Operação Padrão da Polícia Militar, em especial os da Força Tática e de uso de granadas, embora tivessem o dever legal de garantir a segurança daquela população”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp