19/11/2019 às 16h45min - Atualizada em 19/11/2019 às 16h45min

Bolsonaro formaliza desfiliação do PSL e está sem partido

Saída oficial do presidente do partido pelo qual se elegeu foi definida dois dias antes da convenção da nova sigla, a Aliança pelo Brasil.

Jair Bolsonaro assinou na tarde desta terça-feira (19), durante uma reunião com os advogados Admar Gonzaga e Karina Kufa no Palácio do Planalto, a desfiliação do PSL. A oficialização deve ser concluída ainda hoje na Justiça Eleitoral.

O mandatário do país deixa o partido para a criação da sigla Aliança pelo Brasil. Uma convenção marcada para a próxima quinta-feira (21), em Brasília - DF, será o primeiro passo para a criação da legenda.

Os advogados disseram que, juridicamente, Bolsonaro está apto para ocupar a presidência do novo partido.

Ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga descarta perda de mandato de deputados que pretendem migrar do PSL para o Aliança. “A justa causa é apenas para sair do partido e se filiar ao outro, mais nada. Sem risco nenhum para o mandato. Já não há risco nenhum para o mandato. As barbaridades que foram cometidas são inúmeras: falta de transparência, ameaça de expulsão, destituição de cargos de comissão”, argumentou.

A equipe jurídica de Bolsonaro evitou divulgar detalhes sobre a estratégia estudada para a coleta de assinaturas, que também será definida nesta semana. Para que o partido concorra nas eleições municipais de 2020, é preciso correr contra o tempo e apresentar à Justiça Eleitoral quase 500 mil manifestações de apoio formais, assinadas, vindas de nove estados do país.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp