19/11/2019 às 16h04min - Atualizada em 19/11/2019 às 16h04min

Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia e mais 5 magistrados são afastados por suspeita de venda de sentenças

Outras quatro pessoas foram presas durante uma operação na Bahia que visa desmantelar um esquema de venda de decisões judiciais.

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Gesivaldo Britto, e outros cinco magistrados foram afastados do cargo por 90 dias na manhã desta terça-feira (19), em Salvador - BA, por conta de uma operação da Polícia Federal (PF) para combater um esquema de venda de decisões judiciais.

Outras quatro pessoas foram presas. Também foram cumpridos 40 mandados de busca e apreensão em quatro cidades baianas e em Brasília.

Estão sendo investigados, ainda, crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico influência no estado.

Em nota, o TJ-BA afirmou que “a investigação está em andamento, mas todas as informações dos integrantes do TJ-BA serão prestadas, posteriormente, com base nos Princípios Constitucionais”.

“Quanto à vacância temporária do cargo de presidente, o Regimento Interno deste Tribunal traz a solução aplicada ao caso concreto. O 1º Vice Presidente, Desembargador Augusto de Lima Bispo, é o substituto natural”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp