13/11/2019 às 16h38min - Atualizada em 13/11/2019 às 16h38min

Bolsonaro perguntou se príncipe era gay antes de desistir dele como vice

Revelação foi feita pelo deputado federal Frota, que falou sobre o caso com a jornalista Mônica Begamo.

Bolsonaro em live com o “príncipe” Luis Philippe de Orleans e Bragança (Reprodução)

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB) revelou nesta quarta-feira (13) à coluna de Mônica Bergamo, no jornal Folha de S.Paulo, que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) o questionou se o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança é gay, e que pouco tempo depois desistiu de o indicar como seu vice. O Príncipe diz que foi vítima de um dossiê falso.

“Às 5h, me ligaram do aeroporto pedindo o celular do Levy Fidelix [presidente do PRTB] e dizendo que [Bolsonaro] iria chamar o General [Hamilton Mourão] pra vice, que não iria colocar o príncipe porque haviam mandado umas fotos do príncipe pra ele”, revelou Frota.

“Perguntei: que fotos? Ele disse que depois me mostraria, mas me perguntou se eu sabia se o príncipe era gay ou não. Eu disse que não sabia”, continuou.

Luiz Philippe de Orleans e Bragança confirmou à Revista Crusoé a informação de que Bolsonaro o descartou como vice por causa de um suposto dossiê falso com fotos dele em uma “suruba gay ou batendo em mendigo”. De acordo com ele, o dossiê foi elaborado por Gustavo Bebianno, que na época era coordenador de campanha de Bolsonaro.

Na terça-feira (12), Bolsonaro disse que estava arrependido em não ter se “casado” com Luiz Philippe de Orleans e Bragança, eleito deputado federal pelo PSL, colocando o herdeiro da família real brasileira como vice em sua chapa em 2018.

“Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí. Eu casei, casei errado. E agora não tem mais como voltar atrás”, disse Bolsonaro a Luiz Philippe durante reunião com a bancada do PSL.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp