06/05/2021 às 22h03min - Atualizada em 06/05/2021 às 22h03min

Arábia Saudita suspende a compra de carne de aves de 11 frigoríficos do Brasil

Cinco unidades pertencem à Seara e duas à JBS. Governo brasileiro diz que recebeu com “surpresa” a decisão e que busca contato com autoridades sauditas para esclarecimentos.

A Arábia Saudita suspendeu a autorização de exportação de carne de aves de 11 frigoríficos brasileiros, segundo uma nota conjunta dos Ministérios das Relações Exteriores e da Agricultura, divulgada nesta quinta-feira (6).

Os frigoríficos suspensos, segundo lista da Saudi Food and Drug Authority (SFDA), são:

  • 5 da Seara Alimentos: em Amparo - SP, Brasília - DF, Campo Mourão - PR, Caxias do Sul - RS, Ipumirim - SC;
  • 3 da Vibra Agroindustrial: Itapejara D'Oeste - PR; Pato Branco - PR e Sete Lagoas - MG
  • 2 da JBS: em Montenegro - RS e Passo Fundo - RS;
  • 1 da Agroaraçá: em Nova Araçá - RS.

O governo brasileiro disse que recebeu com “surpresa” a decisão e que “não houve contato prévio das autoridades sauditas” e nem "apresentação de motivações ou justificativas que embasem as suspensões".

A informação consta apenas na nova lista de plantas brasileiras autorizadas a exportar, publicada hoje pela Saudi Food and Drug Authority (SFDA), que exclui os 11 estabelecimentos.

O governo brasileiro afirmou que iniciou contato com as autoridades da Arábia Saudita e da embaixada do país em Brasília para esclarecer o episódio.

“Todas as vias bilaterais e multilaterais serão empregadas com vistas à pronta resolução da questão. Caso se comprove a interposição de barreira indevida ao comércio, o Brasil poderá levar o caso à OMC [Organização Mundial do Comércio]”", disse o comunicado.

“O Brasil reitera os elevados padrões de qualidade e sanidade seguidos por toda nossa cadeia de produtos de origem animal, assegurados por rigorosas inspeções do serviço veterinário oficial. Há confiança de que todos os requisitos sanitários estabelecidos por mercados de destino são integralmente cumpridos”, acrescentou.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse, em nota, que está apoiando o governo na busca por mais detalhes sobre a “surpreendente decisão unilateral” das autoridades sauditas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp