12/11/2019 às 13h23min - Atualizada em 12/11/2019 às 13h23min

Bolsonaro acabou com seguro de acidentes de trânsito para atacar Luciano Bivar

Numa descontração de quem preside o Brasil como se fosse sua propriedade particular, Jair Bolsonaro acabou com o DPVAT para punir seu desafeto Luciano Bivar, presidente nacional do PSL. O deputado preside o conselho de administração da seguradora Excelsior, uma das credenciadas pelo governo para cobertura do seguro.

Jair Bolsonaro editou uma Medida Provisória (MP) que extingue os seguros obrigatórios DPVAT e DPEM a partir de 2020, uma medida que atingirá os negócios do presidente do PSL, deputado Luciano Bivar, o principal desafeto dele dentro do PSL.

Ao fazer isso, prejudicou milhões de pessoas que, vítimas de acidentes automobilísticos, eram minimamente amparadas pelo seguro.

Bivar preside o conselho de administração da seguradora Excelsior, uma das credenciadas pelo governo para cobertura do seguro DPVAT.

De acordo com relatório de auditoria da Líder DPVAT, de janeiro a junho de 2019, por exemplo, a empresa intermediou o pagamento de R$ 168 milhões em indenizações relacionadas ao seguro. O presidente do PSL adquiriu a seguradora nos anos 90.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp