28/09/2019 às 14h08min - Atualizada em 28/09/2019 às 14h08min

Confederação Brasileira de Skate anuncia seleção nacional para 2ª janela da corrida olímpica

Estabelecimento alega que seguranças agiram “em conformidade à orientação de abordar qualquer menor de idade desacompanhado” que ingresse no local.

A Confederação Brasileira de Skate (CBSk) anuncia os integrantes da seleção brasileira de skate para a segunda janela da corrida olímpica, que vai até 31 de maio de 2020. Os skatistas foram selecionados com base no ranking mundial da World Skate, atualizado após os mundiais de Park e Street realizados em São Paulo - SP. Todos os brasileiros classificados entre os 20 melhores do ranking estão convocados, totalizando 21 atletas.

Confira os nomes:

Park feminino - Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Victoria Bassi e Leticia Gonçalves;

Park masculino - Luizinho Francisco, Pedro Barros, Pedro Quintas, Mateus Hiroshi, Murilo Peres e Héricles Fagundes;

Street feminino - Pamela Rosa, Rayssa Leal, Leticia Bufoni, Gabriela Mazetto, Virgínia Fortes Águas e Isabelly Ávila;

Street masculino - Kelvin Hoefler, Giovanni Vianna, Carlos Ribeiro e Felipe Gustavo.

Para a preparação e participação das disputas sancionadas pela World Skate como classificatórias para a corrida olímpica, os atletas da Seleção Brasileira de Skate recebem ajuda de custo para as viagens, bolsa-auxílio mensal e contam com suporte médico, psicológico e de fisioterapia. Os recursos para esse apoio são repassados à CBSk pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Integram a comissão técnica da CBSk os consultores técnicos Edgard Vovô (Park) e Rogério Mancha (Street), o coordenador técnico Julio Detefon, os fisioterapeutas Alison Paz e Carlos Barreto, o médico Maurício Zenaide e a psicóloga Juliane Fechio.

Em Tóquio, Park e Street serão representados por 20 atletas por categoria - feminino e masculino -, totalizando 80 skatistas que serão definidos ao longo de duas janelas classificatórias estabelecidas pela World Skate para a corrida olímpica.

A primeira delas encerrou com as disputas dos mundiais de Park e Street de 2019, em São Paulo. O segundo ciclo acontece de 1º de outubro de 2019 a 31 de maio de 2020.

Os resultados obtidos nesse período formarão o chamado ranking olímpico, composto pelas duas melhores notas da primeira janela e pelas cinco melhores notas da segunda janela.

O ranking leva em consideração o desempenho do atleta nos campeonatos mundiais, pro tours, 5 estrelas, continentais e nacionais. Sempre em eventos chancelados pela World Skate.

Além disso, para poder participar dos Jogos de Tóquio 2020, o atleta precisa estar presente no ranking da World Skate, em sua modalidade de disputa, no dia primeiro de junho de 2020 e ser reconhecido pela Federação Nacional de Skate de seu país - a CBSk no caso brasileiro - ou possuir uma licença válida para a prática do esporte.

A partir dos critérios estabelecidos para as Olimpíadas, o Brasil poderá contar com até 12 atletas no total em Tóquio - três no Park feminino, três no Park masculino, três no Street feminino e três no Street masculino.

A participação desse número limite dependerá do desempenho dos brasileiros nas duas janelas classificatórias, seguindo as prerrogativas mencionadas anteriormente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp