16/04/2021 às 12h28min - Atualizada em 16/04/2021 às 12h28min

Renan Calheiros é escolhido para ser relator de CPI e aumenta pressão sobre Bolsonaro

Crítico do governo federal, o senador Renan Calheiros (MDB) será o relator da CPI da Covid-19. Parlamentar apontou esta semana crime de responsabilidade de Jair Bolsonaro (Sem Partido), que, na conversa com Jorge Kajuru (Podemos), demonstrou a intenção de interferir nos rumos das investigações.

O senador Renan Calheiros (MDB) será o relator da CPI da Covid-19, o que aumentará a pressão sobre Jair Bolsonaro (Sem Partido), que é crítico ao governo.

Os senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) fecharam nesta sexta-feira (16) acordo para a composição dos cargos de comando da CPI da Covid-19. A informação foi publicada pela coluna de Vera Magalhães, no jornal O Globo.

O colegiado será presidido por Omar Aziz (PSD) e o vice-presidente será o senador Randolfe Rodrigues (Rede).

Esta semana o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a decisão do ministro Luis Roberto Barroso que obrigou o Senado a instalar a CPI da Pandemia.

Alvo de mais de cem pedidos de impeachment protocolados junto ao Congresso Nacional, Bolsonaro cometeu inúmeros crimes desde o começo da pandemia. Estimulou aglomerações, criticou em diversas ocasiões o isolamento social e saiu às ruas sem máscaras.

Bolsonaro também sabotou materiais fornecidos pela China para a produção de vacinas no Brasil, receitou medicamentos sem comprovação científica no tratamento contra a Covid-19 e amenizou em várias ocasiões os efeitos da pandemia, chegando a classificá-la como uma "gripezinha".

De acordo com a plataforma Worldometers, que disponibiliza dados globais sobre a pandemia, o País registrou, até esta sexta-feira (16), a segunda maior quantidade de mortes provocadas pelo coronavírus (365 mil). Os Estados Unidos têm o maior número de óbitos provocados pela Covid-19 (579 mil).

O Brasil contabilizou, até o momento, o terceiro maior contingente de infectados (13,7 milhões), atrás da Índia (14,3 milhões) e dos EUA (32,2 milhões).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp