12/04/2021 às 20h51min - Atualizada em 12/04/2021 às 20h51min

Sem Estúdio entrevista o religioso e ativista social Júlio Lancellotti

Programa retorna para a terceira temporada com a temática Cidadania.

Na próxima terça-feira (13/04), o “Sem Estúdio”, produção do Editorial J, Laboratório Convergente do Curso de Jornalismo da Famecos/PUCRS, estreia a sua terceira temporada com o tema “Cidadania”. O programa semanal de entrevista coletiva, produzido por alunos de jornalismo, abre a temporada com Júlio Lancellotti. Pedagogo e Presbítero católico brasileiro, Júlio exerce a função de Pároco da Paróquia de São Miguel Arcanjo no bairro da Mooca, na cidade de São Paulo. Ativista social e defensor dos direitos humanos, participou da Pastoral da Criança e colaborou na formação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Como Vigário Episcopal da Arquidiocese de São Paulo, está à frente de diversos projetos municipais de atendimento à população carente, como o programa “A Gente na Rua”. Padre Júlio Lancellotti ficou conhecido após quebrar a marretadas blocos de concreto instalados embaixo de viadutos na cidade de São Paulo. O motivo da obra seria para evitar que moradores de ruas dormissem naquele local. A ação do religioso inspirou um projeto de lei que vai contra a "arquitetura hostil”. Aprovada pelo Plenário do Senado, a lei denominada “Lei Padre Júlio Lancellotti” exibe um posicionamento contrário às intervenções públicas urbanas que permitem apropriação de espaços da cidade.

A transmissão acontece na página do Facebook do Editorial J e o público pode mandar suas perguntas nos comentários para serem lidos no ar. Os alunos da Famecos estão entre o 1°, 2°, 3° e 5° semestre do curso. Na primeira temporada, a pauta foi o jornalismo em tempos de pandemia, entre os entrevistados estão Isabel Vincent (New York Post), José Roberto de Toledo (revista piauí) e Andrei Netto (Headline News). A temporada mais recente tratou da temática “Direitos Humanos” e recebeu, nomes como, Preto Zezé (presidente da CUFA), Ailton Krenak (líder indígena) e Míriam Leitão (jornalista do Globonews). Todas as entrevistas estão disponíveis para serem assistidas no Facebook do J e no canal do YouTube. O Sem Estúdio alcança em média mais de duas mil pessoas em cada uma das suas edições através da rede social.

Em cada temporada, o programa apresentou uma novidade: na primeira temporada, estudantes de jornalismo de outras universidades integram a bancada como a Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade Federal do Cariri (UFCA - Ceará), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro - Paraná), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF - Minas Gerais) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); na segunda temporada, foi exibido perguntas gravadas por especialistas; agora, nesta terceira, no ano que o J completa 10 anos, vamos contar com a participação de ex-alunos do laboratório.

Segundo o coordenador do laboratório, professor Fábio Canatta, a iniciativa pretende articular o presente com o passado do editorial, o objetivo é aproximar as gerações de jovens jornalistas e permitir aos atuais alunos uma conexão direta com profissionais que estão exercendo o jornalismo profissionalmente.

Há nove anos, o Editorial J recebe estagiários e alunos voluntários dos mais variados semestres, que produzem, diariamente, conteúdos em diversas linguagens e plataformas. Neste período, o grupo já conquistou 27 prêmios de jornalismo regionais e nacionais. A produção pode ser encontrada no site e nas redes do @editorialj.

Evento ocorre amanhã, no link: https://facebook.com/editorialj


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp