10/04/2021 às 13h32min - Atualizada em 10/04/2021 às 13h32min

Churrascaria é lacrada em Campo Limpo Paulista - SP

A churrascaria já havia sido vistoriada anteriormente pela Prefeitura, porém, possuía alvará judicial de funcionamento emitida pelo Tribunal de Justiça, permitindo a abertura como serviço essencial. Foi advertida pelos fiscais municipais de que deveria, apesar disso, manter os protocolos sanitários e de distanciamento social, conforme previa a decisão da Justiça.

A fiscalização da Prefeitura de Campo Limpo Paulista - SP lacrou neste sábado (10), 11h, a Churrascaria Tordilho Negro por desrespeito ao decreto municipal da fase emergencial do Plano São Paulo. Na noite desta sexta-feira (9), o local ofereceu uma promoção criando uma aglomeração no espaço além de filas no entorno, que através de fotos e vídeos recebidos, comprovam lotação acima da permitida.

A churrascaria já havia sido vistoriada anteriormente pela Prefeitura, porém, possuía alvará judicial de funcionamento emitida pelo Tribunal de Justiça, permitindo a abertura como serviço essencial. Foi advertida pelos fiscais municipais de que deveria, apesar disso, manter os protocolos sanitários e de distanciamento social, conforme previa a decisão da Justiça.

Isso não aconteceu e, portanto, o espaço está lacrado por tempo indeterminado. “A Prefeitura de Campo Limpo Paulista fez um investimento na vida da sua população. Ampliamos a unidade de atendimento de Covid criando um centro de referência, implantamos UTI Covid Provisória, hoje temos lotação máxima de pacientes. O que aconteceu aqui nesta noite foi um desrespeito aos profissionais de saúde e tantas famílias que hoje sofrem com essa pandemia e por isso, a prefeitura agiu como é seu papel”, reforça o chefe de Gabinete, Leandro Bizetto.

Outras ações

A ação na manhã deste sábado na churrascaria não foi a única. Na noite de sexta-feira a Guarda Municipal efetuou a pedido dos moradores do Conjunto Habitacional São José uma ação para evitar aglomerações, fechando narguilerias, adegas e bares que não respeitaram o decreto municipal. Não houve tumultos e os comerciantes respeitaram as orientações dadas pelos agentes públicos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp