09/04/2021 às 10h26min - Atualizada em 09/04/2021 às 10h26min

Cinco empresários que participaram de jantar com Bolsonaro devem R$ 186,4 milhões à União

Cinco das várias empresas que foram representadas por seus dirigentes em um jantar de apoio ao governo Jair Bolsonaro realizado nesta quarta-feira (7) devem cerca de R$ 184,6 milhões à União. Entre os devedores estão o SBT, Habib's, Cosan e os bancos Inter e Bradesco.

Cinco das várias empresas representadas em um jantar de apoio ao governo Jair Bolsonaro (Sem Partido) realizado nesta semana devem cerca de R$ 184,6 milhões à União.

Segundo reportagem da coluna do jornalista Guilherme Amado, da revista Época, somente o SBT, que foi representado no encontro desta quarta-feira (7) pelo CEO José Roberto Maciel, deve R$ 97,2 milhões, de acordo com dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Ainda conforme o colunista, a Cosan, cujo fundador e presidente do conselho de administração Rubens Ometto também participou do possui dívidas previdenciárias da ordem de R$ 46,3 milhões Já o Banco Inter, fundado por Rubens Menin, deve R$ 36,6 milhões.

O Habib’s, do empresário Alberto Saraiva, também possui R$ 5,9 milhões em dívidas previdenciárias. Já o Bradesco, que tem Luiz Carlos Trabuco Cappi como presidente do conselho de administração, possui um débito de R$ 400 mil junto ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp