02/04/2021 às 19h12min - Atualizada em 02/04/2021 às 19h12min

Cidades voltam a suspender vacinação por falta de doses; veja lista

Desde o início da imunização no país, a falta de doses ou baixos estoques também interrompeu as campanhas de diversas cidades em fevereiro e no meio de março.

A falta de vacinas nesta semana levou quatro capitais - Curitiba, Goiânia, Rio Branco e Florianópolis - a suspenderem a aplicação de novas doses. No Distrito Federal, o governo restringiu a aplicação, que antes seria durante todo o feriado. Além disso, ao menos oito cidades interromperam as campanhas.

Esta não é a primeira vez em que cidades param as campanhas por falta de doses desde o início da imunização, em janeiro. O problema também aconteceu em fevereiro e no meio de março.

Veja a situação dos locais que interromperam a vacinação nesta semana:

PARANÁ

  • Curitiba: na terça-feira, (30) a prefeitura anunciou a suspensão da aplicação da primeira dose da vacina em idosos de 65 a 69. No entanto, a cidade marcou vacinação para os idosos de 67 anos para quinta (1°) e sábado (5). Um novo lote de doses chegou ao Paraná na quinta, porém a Prefeitura de Curitiba ainda não informou quando será a retomada da vacinação para os idosos de 65 e 66 anos.
  • Guarapuava: suspendeu a aplicação da primeira dose para idosos com 67 anos ou mais, que estava prevista para quinta (1°). Retomada deve ocorrer no domingo (4).
  • Maringá: suspendeu a aplicação da primeira dose em idosos com mais de 67 anos nesta quarta-feira (31). Retomada deve ocorrer no domingo (4).

DISTRITO FEDERAL

Um dia depois de anunciar que iria manter a vacinação no feriado prolongado da Semana Santa, o governo suspendeu a aplicação de novas doses na sexta (2) e no domingo (3). Eram imunizados os idosos de 67 anos, além de trabalhadores da saúde. “A Secretaria de Saúde informa que não há vacinas suficientes para aplicação em primeira dose que justifiquem a abertura de pontos de vacinação no feriado e no domingo”, diz nota. Apesar da mudança, a aplicação está mantida neste sábado (3) e vai incluir o grupo de 66 anos.

GOIÁS

  • Goiânia: a campanha foi interrompida na quarta-feira (31) por falta de doses. Nos dias de feriado prolongado da Semana Santa não haverá aplicação em idosos de 65 anos. A retomada deve ocorrer na segunda-feira (5), após a distribuição de uma nova remessa de doses.
  • Rio Verde: a vacinação foi interrompida nesta sexta-feira (2), também por falta de doses. Na cidade, já foram vacinados idosos até 63 anos. Ainda não há data para retomada da campanha.

SANTA CATARINA

  • Florianópolis: a vacinação foi suspensa nesta sexta-feira (2), porque não recebeu novas doses. Mais de 300 mil doses foram enviadas a Santa Catarina na quinta (1º), mas elas ainda não foram distribuídas aos municípios. A previsão é de que a vacinação seja retomada a partir deste sábado (3).
  • Blumenau: a vacinação foi suspensa nesta sexta-feira (2), também por falta de doses.

ACRE

  • Rio Branco: pela terceira vez, a capital suspendeu a aplicação da primeira dose em idosos e profissionais de saúde. Eram vacinados os idosos de 62 anos ou mais. A estimativa é retomar a aplicação na quarta-feira (7).

PARAÍBA

Campina Grande: a campanha foi interrompida na quinta-feira (1º), por falta de doses. A previsão é que seja retomada na segunda (5).

PERNAMBUCO

  • São Lourenço da Mata: suspendeu a vacinação contra a Covid-19 para idosos entre 65 e 69 anos na última terça-feira (30). A cidade recebeu novos lotes e deve retomar a campanha neste sábado (3), mas somente para idosos com 69 anos. Ainda não há previsão para os de 65 a 68 anos.

SÃO PAULO

  • Guaratinguetá: suspendeu vacinação por falta de doses; o grupo que estava sendo imunizado eram os idosos de 68 anos. A previsão é que ela seja retomada na quarta (7), com a chegada de novas doses.

BAHIA

  • Camaçari: a vacinação da primeira dose em idosos com mais de 65 anos foi suspensa na quinta-feira (1°), por falta de doses. De acordo com a Secretaria de Saúde, a aplicação das 1ª e 2ª doses retorna no sábado (3) e no domingo (4) para idosos e profissionais de saúde.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp