12/03/2021 às 19h39min - Atualizada em 12/03/2021 às 19h39min

Cidade de Mineápolis aceita pagar US$ 27 milhões em acordo pela morte de George Floyd

No ano passado, a família de Floyd deu entrada em um processo na justiça federal dos Estados Unidos contra a cidade e os quatro policiais acusados pela morte do ex-segurança negro.

A cidade de Mineápolis, nos Estados Unidos, anunciou nesta sexta-feira (12) ter chegado a um acordo na justiça pela morte de George Floyd. Ao menos US$ 27 milhões (cerca de R$ 150 milhões) serão destinados à família do ex-segurança negro.

A família de Floyd deu entrada - ainda em julho do ano passado - em um processo na justiça federal americana contra a cidade e quatro policiais do município. Eles são acusados pelo uso excessivo de força e violação dos direitos constitucionais.

“O acordo não é apenas histórico por causa dos US$ 27 milhões pagos, mas pelo impacto nas políticas de justiça social e nas reformas na Polícia”, disse Benjamin Crump, advogado da família, em entrevista coletiva.

O acordo desta sexta-feira inclui a doação de US$ 500 mil - em nome da família de Floyd - para a comunidade que ocupa uma área no centro da cidade que ficou conhecida como George Floyd Square, próxima ao local de morte do ex-segurança.

Floyd morreu após ser imobilizado em uma abordagem policial. O agente Derek Chauvin, um policial branco, chegou a ser filmado se ajoelhando sobre o pescoço de Floyd por quase nove minutos enquanto ele dizia não conseguir respirar.

A morte do ex-segurança despertou uma onda de protestos antirracistas nos EUA no ano passado com mobilizações do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) em diversas cidades do país que pediam o fim da violência policial.

Chauvin começou a ser julgado nesta semana. Ele é acusado de homicídio culposo e negligência. O policial alega inocência e disse que apenas seguia seu treinamento.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp