11/03/2021 às 15h56min - Atualizada em 11/03/2021 às 15h56min

Sincomercio e CDL de Jundiaí - SP manifestam preocupação com Fase Emergencial e exigem medidas de amparo à economia e fiscalização intensa

Entidades alertam para o fechamento de comércios e demissões no setor.

O Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL) manifestam preocupação com a adoção da Fase Emergencial do Plano São Paulo que impõem medidas mais rígidas pelo Governo de São Paulo, anunciada nesta quinta-feira (11/03).

As entidades que representam o comércio entendem a gravidade da situação da pandemia, mas avaliam que a Fase Emergencial precisa ser acompanhada de medidas de amparo à economia aos empresários e à população, além da intensificação da fiscalização.

"Ressaltamos que o comércio nunca foi fator para novo pico de contaminações e que os empresários do setor sempre cumpriram os protocolos sanitários exigidos. O aumento de restrições só agrava a situação de crise e o desemprego, comprometendo a renda e a qualidade de vida de trabalhadores de Jundiaí e Região. Reforçamos novamente que os empresários precisam de medidas de amparo à economia nas esferas federal, estadual e municipal para evitar mais fechamentos de comércios e demissões, o que refletirá diretamente na economia do município. A situação é muito preocupante e exige ações imediatas e concretas", afirma Edison Maltoni, presidente do Sincomercio e da CDL Jundiaí.

Desde o início da pandemia, o Sincomercio e a CDL orientam seus contribuintes e associados para enfrentar a crise causada pela pandemia e encaminharam pleitos às esferas municipal, estadual e federal, com vitórias relacionadas à concessão de crédito, além de questões tributárias e trabalhistas. Recentemente, o Sincomercio, por meio da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), conseguiu prorrogação por mais três meses o pagamento dos empréstimos pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) em 2020. "Seguiremos defendendo os interesses dos empresários, buscando todo auxílio e suporte possível para enfrentar mais esse momento crítico da pandemia", garante Maltoni.

Confira as principais alterações da Fase Emergencial válidas de 15 até 30/03

- Proibido o serviço de retirada (take-away) de todos os setores

- Proibida a entrega de alimentos e produtos ao cliente no estabelecimento comercial

- Permitida somente serviços de drive-thru (entre 5h e 20h) e delivery 24h para restaurantes e outros estabelecimentos comerciais

- Tele-trabalho obrigatório para atividades administrativas não essenciais

- Lojas de materiais de construção devem permanecer fechadas

Mais informações em www.saopaulo.gov.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp