22/02/2021 às 17h04min - Atualizada em 22/02/2021 às 17h04min

Deputado Alexandre Pereira encaminha mais R$ 150 mil para Instituição Bem-te-vi de Jundiaí - SP

Instituição é atendida com R$ 210 mil em emendas do deputado; recurso de R$ 60 mil foi usado em instalação de sistema de energia fotovoltaica.

Em seu trabalho constante com as instituições assistenciais, o deputado estadual Alexandre Pereira (Solidariedade) encaminha mais R$ 150 mil ao Centro de Atendimento à Síndrome de Down Bem-te-vi, em Jundiaí - SP, para obras de reforma do prédio. A verba, já aprovada pelo governo estadual, aguarda liberação. Com isso, já são R$ 210 mil enviados pelo parlamentar à instituição, que no ano passado recebeu R$ 60 mil, usado na instalação do sistema de energia fotovoltaica.

Na retirada de material escolar doado à entidade, na última sexta-feira (19), a coordenadora administrativa Cristiane Kroneis recebeu das mãos do deputado o ofício da aprovação do recurso de R$ 150 mil pelo Estado. “Temos trabalhado muito pelas instituições em busca de recursos para garantir melhorias aos assistidos. Sabemos da importância do atendimento realizado pela Bem-te-vi às pessoas com Síndrome de Down na cidade e poder contribuir com este trabalho é muito gratificante. Enviamos

R$ 60 mil o ano passado e agora indicamos mais R$ 150 mil, atendendo a um pedido da instituição para a reforma do prédio”, pontua Alexandre.

Segundo Cristiane, a verba de R$ 150 mil será usada na reforma da casa de fundos e pintura do prédio. “Vamos reformar a casa de fundos da instituição e torna-la apta para o uso dos assistidos, no local teremos Terapia Ocupacional, Psicologia, Fisioterapia e Assistência Social. Com o recurso também será possível pintar o prédio de toda a associação”, assinala.

A coordenadora da Bem-te-vi destaca a importância do apoio do deputado para a manutenção do trabalho da instituição. “A ajuda do deputado Alexandre Pereira tem sido muito importante, sem ela não teríamos como implantar o projeto de energia fotovoltaica que gera uma economia de cerca de R$ 1.500 a R$ 1.200 por mês. Com este dinheiro, podemos comprar alimentos para os assistidos e investir em outros projetos”, afirma Cristiane.

Atualmente, a instituição presta assistência a 110 pessoas com Síndrome de Down, oferecendo atendimento terapêutico e pedagógico.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp