19/02/2021 às 13h52min - Atualizada em 19/02/2021 às 13h52min

Facebook, Instagram e Twitter bloqueiam páginas de Daniel Silveira após ordem judicial

Determinação foi do ministro do STF Alexandre de Moraes. Deputado federal foi detido na última terça-feira (16) por defender o AI-5 e atacar os integrantes da corte.

Os perfis de Instagram, Facebook e Twitter do deputado federal Daniel Silveira (PSL) estão indisponíveis nesta sexta-feira (19). A ordem de bloqueio das contas partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), depois que o parlamentar divulgou um vídeo com ataques aos integrantes da Corte e em defesa da ditadura militar.

Integrante da ala bolsonarista do PSL, Daniel Silveira é investigado nos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos, ambos em curso no STF. Ele foi preso após publicar um vídeo em suas redes sociais fazendo apologia ao AI-5 e discurso de ódio contra ministros do tribunal. Depois disso, a gravação foi removida do canal de YouTube do deputado por “violar a política sobre assédio e bullying” da plataforma.

Além da prisão, o vídeo lhe rendeu uma denúncia, formalizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), por grave ameaça e incitação de animosidade entre o Supremo Tribunal Federal e as Forças Armadas.

Seu destino está agora nas mãos da Câmara dos Deputados. O plenário vai decidir sobre a prisão na tarde desta sexta-feira. A tendência é manter o parlamentar na cadeia: apenas três lideranças, do PSL, PTB e Novo, orientaram as bancadas a votar pela soltura.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp