17/02/2021 às 09h50min - Atualizada em 17/02/2021 às 09h50min

PSL decide expulsar deputado bolsonarista Daniel Silveira depois dos ataques ao STF e prisão

A direção nacional do PSL decidiu que irá expulsar o deputado bolsonarista Daniel Silveira do partido, após o vídeo que publicou com ataques ao STF, que levou à sua prisão na noite desta terça-feira.

A direção nacional do PSL decidiu na manhã desta quarta-feira (17) que irá expulsar o deputado bolsonarista Daniel Silveira do partido, após o vídeo que publicou com ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), que levou à sua prisão na noite desta terça-feira (16).

Segundo reportagem do Portal Veja, a executiva do partido entendeu que o parlamentar ofendeu de “maneira vil” a honra dos ministros do STF e repudia com veemência os ataques disparados por Silveira no vídeo de ontem. Foram 20 minutos de pesadas críticas a ministros do tribunal, com xingamentos, ameaças físicas e até citação do AI-5.

“Os ataques, especialmente da maneira como foram feitos, são inaceitáveis. Esta atitude não pode e jamais será confundida com liberdade de expressão, uma conquista tão duramente obtida pelos brasileiros e que deve estar no cerne de todo o debate nacional”, diz nota divulgada pelo PSL.

O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL) publicou ao ser preso na noite desta terça-feira (16) um vídeo com novas provocações e agressões ao Supremo. “Ministro, eu quero que você saiba que você está entrando numa queda de braço que você não pode vencer. Não adianta você tentar me calar. Eu já fui preso mais de 90 vezes na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro”, afirmou. .

Na gravação, o deputado bolsonarista relatou que a PF estava naquele momento em sua residência com um mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes. Silveira afirmou que a decisão descumpria sua “prerrogativa constitucional” de deputado federal e voltou a atacar o Supremo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp