30/01/2021 às 16h13min - Atualizada em 30/01/2021 às 16h13min

Presidente da CPI das Fake News recebeu R$ 40 milhões de verba extra do governo Bolsonaro

Denúncia gravíssima aponta que o presidente da CPI das Fake News, o senador Angelo Coronel (PSD), recebeu autorização do governo Jair Bolsonaro para direcionar R$ 40 milhões de recursos extras do orçamento a obras em seu reduto eleitoral.

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as fake news, o senador Angelo Coronel (PSD) recebeu autorização do Palácio do Planalto para direcionar R$ 40 milhões de recursos extras do orçamento a obras em seu reduto eleitoral. A verba consta na planilha informal do governo que registra um repasse de R$ 3 bilhões a 285 parlamentares às vésperas das eleições da nova cúpula do legislativo.

O PSD apoia os dois candidatos defendidos por Jair Bolsonaro (Sem Partido) - Arthur Lira (Progressistas) na disputa pelo comando da Câmara e a Rodrigo Pacheco (DEM) no Senado. A denúncia foi publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O partido, chefiado por Gilberto Kassab, recebeu a maior fatia do bolo disponibilizado pelo governo Bolsonaro às vésperas das eleições nas duas Casas. Foram R$ 600 milhões, 20% dos R$ 3 bilhões. O senador Angelo Coronel apareceu entre os quatro beneficiados em uma lista dos parlamentares do PSD que puderam indicar recursos.

O senador negou irregularidades. “É minha obrigação, como parlamentar, correr atrás de obras para o meu estado. É normal, mas em nenhum momento foi em troca de votação”, disse.

O parlamentar afirmou que o dinheiro tinha sido prometido desde o ano de 2019. Segundo coronel, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) manteve a interlocução para garantir os repasses. “Aqui o nosso interlocutor direto perante o governo é o Davi Alcolumbre”, disse. “É quem assumia, tocava e solicitava e intermediava junto aos ministérios para atender aos pleitos dos parlamentares”, acrescentou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp