10/01/2021 às 20h50min - Atualizada em 10/01/2021 às 20h50min

Brasil supera marca de 1.000 mortes por coronavírus na média móvel após 5 meses

Número chegou a 1.016, o maior desde 11 de agosto. País contabilizou 203.140 óbitos e 8.104.823 casos da doença desde o início da pandemia.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h deste domingo (10).

O país registrou 483 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 203.140 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.016, a maior nos últimos cinco meses --desde 11 de agosto. A variação foi de +65% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de crescimento nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.104.823 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 29.153 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 53.250 novos diagnósticos por dia, recorde desde que os dados começaram a ser medidos. Isso representa uma variação de +54% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de crescimento também nos diagnósticos.

Dezessete estados, mais o Distrito Federal, estão com alta nas mortes: Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima, Tocantins, Ceara, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Pelo terceiro dia seguido, nenhum estado apresenta queda de mortes.

Brasil, 10 de janeiro

  • Total de mortes: 203.140;
  • Registro de mortes em 24 horas: 483;
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.016 (variação em 14 dias: +65%);
  • Total de casos confirmados: 8.104.823;
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 29.153;
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 53.250 por dia (variação em 14 dias: +54%).

Os dados sobre casos e mortes de coronavírus no Brasil foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp