03/12/2020 às 14h54min - Atualizada em 03/12/2020 às 14h54min

Doria critica cronograma do governo Bolsonaro e diz que vacinação em São Paulo começa em janeiro

“Por que iniciar em março se podemos fazer já em janeiro? Como outros países fazem agora, em dezembro. Vamos perder mais 60 mil vidas para aí iniciar a imunização?”, questionou o governador de São Paulo, João Doria.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou o cronograma do Ministério da Saúde que projeta o início da vacinação contra a Covid-19 para março do próximo ano. Segundo Doria, em janeiro o Brasil terá à disposição várias vacinas, incluindo a CoronaVac, desenvolvida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Ainda segundo ele, a imunização da população paulista começará em janeiro.

“Por que iniciar em março se podemos fazer já em janeiro? Como outros países fazem agora, em dezembro. Vamos perder mais 60 mil vidas para aí iniciar a imunização?”, questionou Doria segundo reportagem do Portal UOL.

“Eu indago se membros do governo federal não enxergam, não leem e não registram o fato de que temos mais de 500 brasileiros que morrem todos os dias de Covid-19. É surpreendente essa indiferença, esse distanciamento e falta de compaixão com vidas de brasileiros”, disse o governador.

O primeiro lote da CoronaVac chegou ao estado de São Paulo nesta quinta-feira (3). A carga de 600 litros permitirá ao Butantan envasar 1 milhão de doses do imunizante. Doria disse, ainda, que “em São Paulo, de forma responsável, seguindo a lei, nós, no próximo mês, cumprindo o protocolo com a Anvisa, obedecendo princípios de proteção à vida, vamos iniciar a imunização dos brasileiros de São Paulo em janeiro. Não vamos aguardar março”, disse Doria.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp