01/12/2020 às 10h57min - Atualizada em 01/12/2020 às 10h57min

Presidente do TSE admite eleições suplementares em 2021 em cidades com vencedores sub judice

Dados do TSE mostram que, entre os prefeitos, 985 dos 18,5 mil candidatos que figuraram nas urnas concorreram sub judice. Levando em conta as candidaturas para vereador, as que foram deferidas com alguma ressalva somam 8,7 mil, de um total recorde de 557 mil.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, acenou com a possibilidade de haver eleições suplementares em 2021 para definir os prefeitos de cidades onde candidatos concorreram sub judice - ou seja, com registro eleitoral pendente de decisão judicial.

Barroso afirmou que os recursos que já chegaram ao TSE serão julgados ainda neste ano. No entanto, se forem indeferidos, será necessário realizar eleições suplementares nessas cidades. O mais provável é que não haja tempo hábil para fazer isso antes de 1° de janeiro, quando se iniciam os mandatos.

“Estamos organizando para julgar todos os recursos que já chegaram ao TSE anteriormente à data da diplomação. Nós vamos fazer o melhor esforço para julgar os casos que já chegaram aqui em recurso. Realizar as eleições antes de 1° de janeiro, eu gostaria de dizer que sim, mas, verdadeiramente, não é realista”, afirmou.

Dados do TSE mostram que, entre os prefeitos, 985 dos 18,5 mil candidatos que figuraram nas urnas concorreram sub judice. Levando em conta as candidaturas para vereador, as que foram deferidas com alguma ressalva somam 8,7 mil, de um total recorde de 557 mil.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp