27/09/2019 às 18h45min - Atualizada em 27/09/2019 às 18h45min

PF faz operação em endereço de Janot após revelação de plano para matar o ministro Gilmar Mendes

Ação de busca e apreensão foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, depois que o ex-procurador-geral da República confessou ter feito um plano para matar o também integrante da Corte Gilmar Mendes.

A Polícia Federal (PF) realiza uma ação de busca e apreensão em endereços ligados a Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República, depois de ele ter confessado em entrevistas a veículos da imprensa ter feito um plano para matar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

A operação foi autorizada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, segundo reportagem de Thais Arbex e Camila Mattoso, do jornal Folha de S. Paulo, atendendo a um pedido do próprio Gilmar. Moraes é responsável pelo inquérito que apura as ameaças contra o tribunal.

A PF já apreendeu uma pistola, três pentes, celular e o tablet do ex-procurador geral da República, informa o portal jurídico Jota.

Em sua revelação, Janot conta que, em 2017, foi armado ao prédio do STF decidido a assassinar Gilmar Mendes e suicidar-se depois. “Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”, afirmou o ex-PGR. O motivo, segundo ele, seria o fato de que Gilmar teria “inventado” história de que sua filha advogava para uma empresa da Lava Jato.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp