23/10/2019 às 13h47min - Atualizada em 23/10/2019 às 13h47min

The Guardian vê “fracasso” de Bolsonaro em lidar com a crise no litoral do Nordeste

O jornal publica a fala de José Álvaro Moisés, um professor sênior de ciência política da Universidade de São Paulo (USP). Conforme a matéria, o docente, observou que em Abril, o governo Bolsonaro fechou dois comitês que eram parte do plano nacional de contingenciamento no Brasil para vazamento de óleo. “A posição do governo é contra a defesa do meio ambiente”, ele diz.

O jornal britânico The Guardian repercutiu o descaso do governo Jair Bolsonaro (PSL) na contenção dos óleos que atingem mais de 200 pontos do litoral nordestino.

“Na segunda a noite, o Sport Clube Bahia - um dos maiores times de futebol do nordeste do Brasil - encarou seu adversário o Ceará, com manchas negras de óleo sobre o vermelho, azul e branco de suas camisas. Era um dos últimos sinais da crescente indignação sobre o misterioso vazamento de óleo que desde Setembro tem se espalhado por uma faixa de 2200 km de algumas das mais belas praias do país - e o fracasso do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro em lidar com a crise”, diz a publicação.

“Sua equipe recebeu ajuda de funcionários da marinha e do pessoal de agências de meio ambiente quando limparam duas das praias locais. Mas o governo não tem sido competente para mapear a mancha ou fazê-la parar de atingir a costa, ele disse, e muitas outras praias ainda necessitam de ajuda”, continua.

O jornal publica a fala de José Álvaro Moisés, um professor sênior de ciência política da Universidade de São Paulo (USP). Conforme a matéria, o docente, observou que em Abril, o governo Bolsonaro fechou dois comitês que eram parte do plano nacional de contingenciamento no Brasil para vazamento de óleo. “A posição do governo é contra a defesa do meio ambiente”, ele diz.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp