23/10/2019 às 10h44min - Atualizada em 23/10/2019 às 10h44min

Menina de 13 anos mata irmã grávida e arranca bebê para aplicar golpe

A adolescente contou que retirou o bebê que estava na barriga da vítima para entregar ao cúmplice do duplo homicídio, um adolescente de 15 anos, também apreendido e confesso do crime.

Uma menina de 13 anos está apreendida desde a manhã da terça-feira (22) , em Porto Velho - RO, por assassinar a irmã grávida, de 23, e o sobrinho, de 7. De acordo com a Polícia Civil de Rondônia, a adolescente confessou o crime em depoimento.

A adolescente contou que retirou o bebê que estava na barriga da vítima para entregar ao cúmplice do duplo homicídio, um adolescente de 15 anos, também apreendido e confesso do crime.

O corpo da mulher foi encontrado na segunda-feira (21) próximo a um lago artificial usado para retirar barro para produção de cerâmica, no bairro Tropical. Os bombeiros acharam o filho dela de 7 anos um dia antes, no domingo (20), boiando na cava.

Segundo a Delegacia de Homicídios, a mulher estava grávida de oito meses. O cadáver encontrava-se com a parte do corpo de baixo enterrada e com a barriga cortada. O bebê, um menino, foi localizado na casa do adolescente cúmplice do crime. A Polícia Civil suspeita que a mãe dele tenha participado do duplo homicídio.

A vítima teria morrido primeiro ao ser golpeada primeiramente com barras de ferro e depois cortada com uma faca. O filho dela presenciou o crime e posteriormente foi morto afogado no lago.

Os próprios adolescentes quem teriam arrancado o bebê da vítima com uso de um objeto cortante, segundo a investigação.

“[A suspeita] queria matar a irmã porque diz que era maltratada dentro de casa. A gente já apurou que ela tinha um comportamento dentro de casa um pouco trabalhoso, saía para beber, fugia da escola e a irmã procurava por ela e chamava a atenção. Ela não gostava disso”, disse a delegada Leisaloma Carvalho, que comanda o inquérito.

Já o adolescente de 15 anos disse que teria aceitado participar do crime porque gostaria de pegar o bebê da vítima para ajudar sua mãe a enganar o padrasto. A mãe do suspeito estaria simulando uma gravidez para o namorado, e o filho viu no duplo homicídio uma oportunidade para apresentar uma criança como se fosse herdeiro do companheiro dela.

O bebê foi localizado na casa do adolescente no momento da apreensão, sendo levado em seguida para o Hospital de Base de Porto Velho. No último boletim divulgado pela unidade, ele apresentava quadro estável de saúde. A família materna o acompanha.

A mãe do adolescente suspeito não estava na residência no momento da chegada da Polícia Civil. Ela é investigada, mas por enquanto, a Delegacia de Homicídio ainda não pediu a prisão à Justiça.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os adolescentes não consideraram estar arrependidos do crime. Nos depoimentos, ambos não choraram e se demonstraram bastante frios.

A Polícia Civil aguarda pela decretação de internação provisória dos adolescentes. A investigação ainda quer saber se outras pessoas participarem diretamente do duplo homicídio, o que não ficou claro nos depoimentos dos suspeitos menores de idade em razão de contradições.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp