28/09/2020 às 20h09min - Atualizada em 28/09/2020 às 20h09min

Campanha da Fraternidade sem Fronteiras oferece aluguel solidário para pessoas em situação de rua em São Paulo

Ação será destinada às famílias desabrigadas e desempregadas em consequência da Covid-19.

A Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) lançou no último domingo, 27 de setembro, a campanha para a expansão do Projeto Fraternidade na rua em parceria com a Clínica da Alma. O projeto, que já possui um polo em Campo Grande - MS, será ampliado para as cidades do Rio de Janeiro - RJ, São Paulo - SP e Uberlândia - MG, podendo chegar a outras regiões do país e apoiar iniciativas já existentes.


O objetivo é proporcionar diversas frentes de atuação, sendo que em São Paulo, o trabalho será para o auxílio de aluguel solidário a famílias que ficaram desempregadas e desabrigadas durante a Covid-19. A estimativa do IBGE é de que aproximadamente três milhões de pessoas ficaram sem trabalho desde o início da pandemia no Brasil.

“A Fraternidade sem Fronteiras sempre atuou nas regiões mais desafiadoras do mundo, e agora o nosso movimento de ajuda humanitária chegou às pessoas em situação de rua. O nosso olhar será de responsabilidade e cuidado para a reconstrução e reaproximação com estes nossos irmãos”, explica o fundador-presidente Wagner Moura Gomes.

Em São Paulo, estima-se que a população de rua aumentou 53% em quatro anos e chega a 24 mil pessoas, sendo que a maioria é formada por homens, porém com a situação da pandemia, houve uma concentração maior de grupos familiares. “É uma situação alarmante da realidade brasileira. Essas pessoas perdem a roupa, os documentos, o alimento e a dignidade”, descreve o Padre Júlio Lancelotti, que há 35 anos trabalha no acolhimento destas pessoas e participou do lançamento on-line da Campanha da FSF.

No Rio de Janeiro, o trabalho será para a criação e construção de um Centro de Acolhimento Referência para pessoas em situação de rua, com atendimento médico, psicológico e odontológico; alimentação e higiene. Em Uberlândia, será a implantação da Unidade II da Clínica da Alma com refeitório, alojamentos, tratamento gratuito para dependentes químicos, além de capacitação para o mercado de trabalho. O trabalho seguirá o modelo já existente na unidade de Campo Grande.

No Brasil, em oito anos, a população em situação de rua cresceu 140% e soma mais de 220 mil pessoas. A maioria é de desempregados, trabalhadores informais e dependentes químicos.

As contribuições para a campanha poderão ser feitas pelo site da Fraternidade sem Fronteiras (www.fraternidadesemfroteiras.org.br/narua) por meio do apadrinhamento a partir de R$ 50 mensais ou doações avulsas.


Projeto Fraternidade na Rua - em parceria com a Clínica da Alma, o projeto Fraternidade na Rua atua de forma expansiva na criação, manutenção e ampliação de diversas frentes de trabalho na transformação de pessoas em situação de rua no Brasil. É mantido pelo sistema de apadrinhamento, doações e mobilização de voluntários sensíveis a causa.

Clínica da Alma - em Campo Grande - MS, a unidade I da Clínica da Alma atende 350 pessoas, 40 são mulheres, sendo que algumas estão com os filhos no local. Os atendimentos são separados entre homens e mulheres e totalmente gratuito por um ano. “A decisão de ir à Clínica da Alma é voluntária. Oferecemos ajuda, e quem a aceita recebe todas as condições para tentar superar o problema. Oferecemos refeições, alojamento, roupas, assistência médica, odontológica, oficinas de trabalho, amparo espiritual, emocional e físico”, descreve Soraia Monteiro, voluntária e coordenadora do projeto em MS.

Para os homens, a Clínica da Alma tem uma chácara própria para o acolhimento. As mulheres moram em uma outra chácara alugada. Em até um mês, a previsão é que as acolhidas possam se mudar para a chácara própria, onde a obra está na fase de acabamento para os alojamentos e refeitório. O local terá ainda uma brinquedoteca, oficina de trabalho e consultório odontológico e médico.

Sobre a Fraternidade sem Fronteiras - A FSF é uma Organização humanitária e Não-Governamental, com sede em Campo Grande (MS) e atuação brasileira e internacional. A instituição possui 53 polos de trabalho, mantém centros de acolhimento, oferece alimentação, saúde, formação profissionalizante, educação, cultivo sustentável, construção de casas e ainda, abraça projetos de crianças com microcefalia e doença rara.

Todos os trabalhos são mantidos por meio de doações e principalmente pelo apadrinhamento. Com R$ 50 mensais é possível contribuir com um projeto e fazer a diferença na vida de muitas pessoas. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.fraternidadesemfronteiras.org.br

Serviço:

Lançamento Campanha Fraternidade na Rua

Data: 27 de setembro 2020

Horário: 16h (horário de Brasília)

Local: pelo canal do YouTube da FSF, da Web Rádio Fraternidade e outros canais parceiros


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp