28/08/2020 às 12h07min - Atualizada em 28/08/2020 às 12h09min

Justiça determina penhora das contas de Valdemiro Santiago e da Igreja Mundial do Poder de Deus

Juíza Valéria Longobardi, da 29ª Vara Cível de São Paulo, determinou a penhora de R$ 246,6 mil das contas do empresário Valdemiro Santiago e da Igreja Mundial do Poder de Deus, da qual ele é líder.

A juíza Valéria Longobardi, da 29ª Vara Cível de São Paulo, determinou a penhora de R$ 246,6 mil das contas bancárias do empresário Valdemiro Santiago e da Igreja Mundial do Poder de Deus, da qual ele é líder. A decisão foi motivada em razão de dívidas do aluguel de um dos templos da igreja, em São Paulo.

Segundo reportagem da coluna de Rogério Gentile, no jornal Folha de S. Paulo, apesar da cobrança se referir a aluguéis não pagos entre os anos de 2018 e 2019, a igreja alegou que não honrou os compromissos em função da pandemia.

Considerada uma das maiores igrejas evangélicas do país, com mais de 6 mil templos espalhados por 27 países, a instituição religiosa disse que o débito foi provocado pela queda na arrecadação dos dízimos pagos pelos fiéis.

De acordo com a defesa, Valdemiro também não pode ser responsabilizado pela dívida uma vez que não possui vínculos jurídicos com a igreja , além de não ter assinado o contrato de locação. O pastor-empresário também não integraria a ata fundacional e nem faria parte do estatuto social.

No início de agosto, Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus foram denunciados pelo Ministério Público (MP) por abuso de liberdade religiosa. Segundo o MP, o pastor comercializou sementes de feijão com a promessa de que os grãos combateriam a Covid-19.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp