17/08/2020 às 13h18min - Atualizada em 17/08/2020 às 13h18min

Justiça de Angola fecha templos da Igreja Universal por práticas criminosas

Segundo o procurador-geral, Álvaro da Silva João, a medida, anunciada na última sexta-feira (14) foi tomada por haver “indícios suficientes de delitos”.

A Justiça de Angola ordenou o fechamento de vários templos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) no país, sob a acusação de fraude e outras atividades criminosas.

Segundo o procurador-geral, Álvaro da Silva João, a medida, anunciada na última sexta-feira (14) foi tomada por haver “indícios suficientes de delitos”.

“Esta medida foi adotada porque nos autos há indícios suficientes da prática de delitos como associação criminosa, fraude fiscal, exportação ilícita de capitais, abuso de confiança e outros atos ilegais”, afirmou em comunicado.

O processo contra a IURD foi aberto em dezembro, com denúncias de bispos angolanos da própria igreja alegando que ela tinha práticas contrárias à “realidade de Angola e da África” e a acusando de sonegação fiscal.

A Igreja Universal do Reino de Deus tem oito milhões de membros no Brasil e está presente em mais de 100 países do mundo, com templos em pelo menos 12 nações africanas.

Em junho, um grupo de ex-membros da IURD assumiu o comando de mais de 80 templos na capital angolana, Luanda, e nas províncias próximas, rompendo relações com a sede no Brasil e aumentando ainda mais a tensão.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp