17/10/2019 às 11h15min - Atualizada em 17/10/2019 às 11h15min

Expurgo de Eduardo Bolsonaro no PSL em São Paulo sofre revés na Justiça

“Limpeza” feita pelo deputado Eduardo Bolsonaro em 106 diretórios do PSL em São Paulo vem sofrendo uma série de revezes judiciais e a expectativa é que haja uma enxurrada de novas ações.

O expurgo feito pelo deputado Eduardo Bolsonaro no diretório do PSL em São Paulo visando assumir o controle da legenda no Estado vem sofrendo uma série de revezes judiciais, o que deve resultar em uma série de ações contra a decisão do parlamentar que colocou nos diretórios municipais pessoas alinhadas ao seu grupo político.

Segundo reportagem do jornal O Globo, Eduardo assumiu a presidência do diretório estadual em junho com um discurso de pacificação, mas pouco depois iniciou uma espécie de “limpeza”, desligando dirigentes municipais ligados ao ex-presidente estadual da legenda, senador Major Olímpio. Ao todo, foram dissolvidos diretórios em 106 municípios.

A primeira decisão judicial definitiva contra o expurgo foi proferida este mês, quando o diretório de Americana - SP conseguiu a anulação da decisão de Eduardo Bolsonaro que afastou toda a cúpula da direção municipal.

Ainda segundo a reportagem, existem ao menos outras 11 decisões favoráveis à reintrodução dos dirigentes afastados nas cidades de Araraquara - SP, Campinas - SP, Carapicuíba - SP, Piracicaba - SP, Rio Claro - SP, Taubaté - SP, Guaratinguetá - SP, Itu - SP, Diadema - SP, Limeira - SP, além de Americana - SP.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp