16/10/2019 às 13h53min - Atualizada em 16/10/2019 às 13h53min

Bivar divulga gastos do PSL com advogada de Bolsonaro; valor chega a R$ 340 mil

Karina Kufa recebe R$ 40 mil por mês, mais R$ 200 mil para ações no STF e R$ 100 mil para defender Juíza Selma.

O presidente do PSL, Luciano Bivar, divulgou em um grupo de congressistas os gastos do partido com a advogada Karina Kufa, que representa Jair Bolsonaro.

Ela recebe R$ 40 mil por mês, mais R$ 200 mil de um contrato firmado para apresentar Ações Diretas de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF). A advogada fez também um acordo de R$ 100 mil para defender a senadora Juíza Selma (PSL), acusada de abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições de 2018.

Os recursos de R$ 340 mil teriam saído do caixa do PSL de São Paulo. De acordo com a assessoria de Bivar, os números são oficiais. A informação foi divulgada pela jornalista Mônica Bergamo no jornal Folha de S. Paulo.

Contratada pelo PSL, Karina Kufa ganhou a confiança do presidente da República por seu trabalho na campanha eleitoral de 2018. Ela era responsável pelo partido no âmbito nacional junto ao ex-ministro Gustavo Bebianno (Secretaria Geral). Com a demissão de Bebianno em fevereiro, Karina assumiu o controle jurídico da legenda.

A advogada deixou sua função no PSL pouco depois de estourar a rixa entre Bolsonaro e Bivar, quando o presidente afirmou a um apoiador que o deputado estaria “queimado” em Pernambuco, Estado que o elegeu. Luciano Bivar acusou-a de estar “conspirando contra o partido”.

Nos últimos meses, além de Karina, Bolsonaro passou a se aconselhar com o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga.

Ao jornal Folha de S. Paulo, a assessoria de Kufa disse que os valores que somam R$ 340 mil “são totalmente correspondentes aos praticados no mercado de Brasília”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp