02/07/2020 às 16h53min - Atualizada em 02/07/2020 às 16h53min

Após nomear os piores ministros da história, Bolsonaro vê “educação horrível”

Jair Bolsonaro reconheceu o péssimo estado da educação brasileira depois de nomear os dois piores ministros da história, Abraham Weintraub e Vélez Rodriguez, e de indicar um outro nome, Carlos Decotelli, que tinha falhas no currículo.

Após a passagem de três ministros em um ano e meio de governo, Jair Bolsonaro (Sem Partido) admitiu que a situação da educação no Brasil é “horrível”.

Ainda segundo ele, o novo titular da pasta poderá ser escolhido ainda nesta quinta-feira (2). “Está definhando? A educação está horrível no Brasil”, disse Bolsonaro após ser questionado se o sistema educacional estava “definhando”.

O ministério da Educação está sem comando desde a demissão de Carlos Alberto Decotelli, na última terça-feira (30). Antes dele, que nem chegou a tomar posse do cargo por inconsistências no currículo, a pasta havia tido como ministros Abraham Weintraub e Vélez Rodriguez, que tentaram imprimir um viés ideológico à área de educação.

A declaração de Bolsonaro foi feita nesta quinta-feira (2) em uma conversa com apoiadores na entrada do Palácio do Planalto. Segundo ele, Decotelli “deu problema” e sua nomeação para a pasta foi cancelada. “Talvez eu escolha hoje o ministro da Educação”, disse sem fazer referência a quem pode ocupar o ministério.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp